Nizardo Wanderley

Cavaleiro Solitário

Textos

FANTOCHES
 
Mesmo sabendo que tu mentes quando dizes
Que me amas e que eu sou a tua estrela-guia
Eu vivo nesse mundo imerso em fantasia
E também minto ao dizer que somos felizes.
 
O tempo vai passando e nada construímos
Além desse castelo de farsas ocultas
E aquele antigo amor lançado em catapultas
A cada nova fase em que nós dois mentimos.
 
Mas tudo bem, o mundo é um infeliz teatro
Onde os grandes atores procuram “de quatro”
A tal felicidade em sua imensidão...
 
E enquanto não se tem aquilo que apetece
À alma e nos conforta, e assim nos enobrece,
Seguimos, feito fantoches de mão em mão...
Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 02/11/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras