Nizardo Wanderley

Cavaleiro Solitário

Textos

MINHA DOR...

Teu beijo traidor denunciou que o teu
Amor tinha morrido e eu não tinha visto
Que tal qual Judas fez quando vendeu o Cristo
Também vendeste o sentimento que era meu.

Feriste-me com a ponta de um estupendo sabre
E abriste em minha vida covas de amargura,
Como fui tolo ao confiar numa fechadura
Entregue à própria sorte e qualquer chave abre.

Mas se hoje eu bebo o fel e vivo na desgraça
Amanhã te darão o mesmo em negra taça
Lançando-te aos porões da mesma dor que invade

O peito que se rasga de tristeza e dor
Do homem que falece à falta desse amor;
- O único que tu tiveste de verdade!

Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 24/04/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras