Nizardo Wanderley

Cavaleiro Solitário

Textos


ABAFADO

Às vezes interrogo o tempo e ele responde
Que tudo foi tentado pra mudar a sorte
Daquele grande amor que foi do sul ao norte
Mas teve o seu final, não sei de que, nem onde.

Faltou, quem sabe, aquele mimo necessário,
Ou a cumplicidade - De suma importância!
A ausência do carinho que cria a distância,
E esta, se alimenta do desdém diário.

Mas sei que tais perguntas não terão respostas,
Pois quando eu me afastei e tu viraste às costas
O orgulho dominou o encanto derradeiro

E a dor tempera o ardor no peito de quem ama;
- Teu pranto a escorrer e te ensopar a cama,
- Meu choro a se abafar num frio travesseiro.
Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 18/06/2009
Alterado em 21/02/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras