Nizardo Wanderley

Cavaleiro Solitário

Textos

MINHA MENINA
 
Eu bebo em tua boca a glicose que invade
As veias ressecadas de alguém que sofria
Trancafiado em celas de melancolia
Com enormes cadeados feitos de saudade.
 
Quando estou dominado por tuas carícias
Penetrando-te o âmago com os meus desejos;
- Minhas carnes te abrem com meus doces beijos
- Tuas pernas me prendem com tuas delícias...
 
E assim vamos seguindo pela estrada afora
Regando o sentimento que em nós dois aflora
E alimentando o sonho que em nossa alma arde...
 
De ser na vida de outrem a ilusão fagueira
Caçando àquela paixão doce e verdadeira
E sepultar de vez um ex-amor amor covarde.
Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 29/09/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras